Hoy en la historia

07.Ago.1944

Ameaçada, Volkswagen interrompe produção do Fusca na Segunda Guerra

No dia 7 de agosto de 1944, sob a ameaça de bombardeios dos Aliados durante a Segunda Guerra Mundial, a montadora alemã Volkswagen suspendeu produção do "Fusca".

Dez anos antes, o renomado engenheiro automotivo Ferdinand Porsche havia assinado um contrato com o Terceiro Reich da Alemanha para desenvolver um protótipo de um carro acessível e pequeno, o "carro do povo". Em 1938, o governo construiu uma fábrica para produzir o veículo na cidade de KdF-stat. O primeiro Fusca estreou no Salão Automóvel de Berlim em 1939. Meses depois, no entanto, a Alemanha invadiu a Polônia, provocando o conflito que resultaria na Segunda Guerra Mundial.

Após a guerra, a devastada Alemanha foi dividida em quatro setores. Aqueles sob controle britânico, francês e norte-americano formaram a Alemanha Ocidental, enquanto a região sob controle soviético tornou-se a Alemanha Oriental. O KdF-stat (que foi renomeado para Wolfsburg), que estava no setor britânico, não teve sua estrutura comprometida apesar de ter sido alvo das bombas dos Aliados. A Volkswagen, sob o controle dos militares britânicos, começou a fabricar o Fusca, novamente, em dezembro de 1945. Em 1949, a empresa (agora chamada de Volkswagen GmbH) estava de volta às mãos alemãs e, em 1972, o Fusca passou o icônico Ford Modelo T como o carro mais vendido na história.

 

 

Imagem: via Wikimedia Commons